A Escola É Bela, A Vida É Bela…

Vivam!!!

Hoje é um daqueles dias em que tanto me sinto a interiorizar tudo como a exteriorizar!

Agradeço por termos feito esta opção de uma escola bela sem escola para o nosso filho, temo-la vivido intensamente interiormente e exteriormente, sentindo-a, praticando-a e vendo os resultados “externos” que se sentem “internamente”.

Ao ler este texto do post da Paula do Aprender Sem Escola interiorizo o que tem sido a minha “auto-descoberta” e vejo que as crianças são a descoberta e não precisam de se decobrir e sim de que nada as cubra. E exteriorizo o que me vai na alma, lendo estes “Princípios do Unschooling”.

Sinto-me grata, à Vida (todos e tudo se sinta incluído), recebo (já houve tempos em que tive dificuldade em receber), recebo, recebo o sol na minha varanda, nas minhas janelas e pelas janelas que são os meus olhos (interiorizo o exterior?); recebo o amor e o carinho do meu marido e dos meus filhos e os presentes que me dão (hoje é o dia do meu aniversário! Astrologicamente o nosso aniversário significa o fim de um ciclo de sol na nossa vida e o início de outro, é sim um tempo de interiorizar o que se tem passado connosco num entusiasmo e incentivo que nos leva a agir, a exteriorizar, a expandir, a iniciar, a continuar… a irradiar, tudo em momentos e em simultâneo… um impulso de Vida); recebo os telefonemas e as mensagens de familiares e amigos que desejam felicidades e ofereço-lhes a minha gratidão; recebo mimos e mais mimos e de mim saiem mimos e mais mimos!

E sinto na pele, sinto com o coração o que um dia ouvi o Robiyn dizer, sobre não haver de facto diferença entre o nosso interior e o nosso exterior, onde acaba um e começa outro se todos somos A Vida, O Amor? Que a sensação que temos de existir o nosso interior e algo que é exterior a nós, advém do nosso sentimento de separação. No Todo não há fora nem dentro (mentalmente, isto parece um trocadilho sem sentido, ou algo bonito, mas abstracto; vivendo a experiência, como a vivi hoje, é a simultaneidade que brilha e irradia e que não se explica, se vive).

Simplesmente grata, a todos até para a semana, dia 22, Quarto Crescente!

Isabel

Anúncios

7 Respostas so far »

  1. 1

    Patrícia said,

    “recebo mimos e mais mimos e de mim saiem mimos e mais mimos!”

    A M. que o diga… de ti e de todos… acho que ela não andava assim tanto tempo ao colo desde quando era bebé…

    ups… acabamos por não te cantarmos os parabéns… “Será quando uma Mulher (tu) quiser”, não é verdade?

    ;o)

    ADOREI a fotografia dos cogumelos. Linda!!!!

  2. 2

    Marta said,

    Olá Isabel, viva!
    Decobri o seu blog por acaso ao fazer uma pesquisa sobre brinquedos cientificos. Desculpe estar a incomodar mas será que me pode dar mais indicações sobre o brinquedo “modelo do sistema solar sonoro e luminoso”?
    O meu e mail é marta.boldt@iol.pt

    Muito obrigada!
    MB

  3. 3

    Lídia said,

    Querida Isabel,

    Ando com a leitura deste teu cantinho muito atrasada mas hoje calhou passar por aqui. Gostei muito deste teu post, tocou-me de maneira especial.
    Recebe também os meus Parabéns pelo teu aniversário e votos de um novo ano cheio de felicidade, amor e saúde.

    Beijinhos

  4. 4

    🙂
    Já mos tinham cantado, de madrugada e depois cantaram à noite (sobre um crepe com gelado 😀 )
    A foto dos cogumelos já a tinha publicado no Pés Na Relva…, também gosto dela!
    Beijinhos e obrigada a ti e à M. pela companhia (eu adoro andar com crianças ao colo! 😀 Elas não te contaram como é que eu fazia? Quais carrinhos, quais panos, ao colo e pronto! )
    Isabel

  5. 5

    Obrigada, Lídia!
    Chegaste a ler o post da altura do Natal, “Dois amigos?”
    Beijinhos para toda a família
    Isabel

  6. 6

    Patrícia said,

    “depois cantaram à noite (sobre um crepe com gelado )”

    Ah…ah… Então foi isso, não quiseram partilhar o gelado!!!

    (ESTOU A BRINCAR, ok?) ;o)

    “Beijinhos e obrigada a ti e à M. pela companhia (eu adoro andar com crianças ao colo! Elas não te contaram como é que eu fazia? Quais carrinhos, quais panos, ao colo e pronto! )”

    Sim, foste tu que me contaste… Ai as minhas costas!!!

    Beijocas

  7. 7

    Patrícia, era gelado de soja, algum deles se lembrou à última hora! 🙂

    O yôga faz-me maravilhas às costas, já não há dores nenhumas… 😉
    E pegar nas crianças ao colinho faz-me maravilhas à alma!
    Beijinhos às duas 😀
    Isabel


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: