Vocabulário (apontamento no Caderno Verde)

Olá a todos!

Mais um apontamento no Caderno Verde.

Durante as próximas 4 semanas não colocarei posts novos… outras paragens             🙂

Belos dias para todos!

x

Caderno Verde

Vocabulário

A língua portuguesa, no 1º ciclo, inclui a escrita e a leitura e não só… as bases da língua já eles trazem com o “falar”; e compreendem o vocabulário.

Então, e à semelhança da reflexão que a Marvan do blog Orca & Alce faz sobre a diferença entre “matemática e cálculo”, aqui neste seu post, também eu me apercebi ao longo de todo este “1º ano lectivo”, ainda vamos nas partes mais básicas do juntar as letras para escrever e ler, mas considero que o Alexandre sabe da língua portuguesa.

Isto porque ele sempre se interessou pelo vocabulário, interpreta muito bem o que é lido e falado e emprega correctamente uma grande variedade de vocábulos.

Por exemplo:

Utiliza frases como “Mãe, não fiques decepcionada!” ; “Não tinha esta peça específica, preciso mesmo desta peça específica”; “Esta comida tem dois ingredientes que eu gosto e dois ingredientes que eu não gosto”; “Não gosto de corridas, pois as pessoas que perdem ficam desiludidas”.

E muitas outras. Assim, tal e qual, isto desde tenra idade (4-5 anos).

E termino com duas coisas que me lembro e com isto relacionadas:

A minha filha do meio, a Celina, enquanto na escola, não gostava nada de português (tinha boas notas, mas não gostava, lia o mínimo, escrevia o mínimo, estudava gramática por obrigação), mas desde os seus quatro-cinco anos que era profusa em rimas. Adorava rimas, fazi-as por tudo e por nada, procurava “mil palavras” que rimassem. E depois fazia poemas, chegaram a editar os seus poemas no jornal da escola, em português e em inglês.

A outra, é que antes do Alexandre nascer, a minha confirmação interior de que ia ter um menino (pois só lá para a 3ª ecografia ao 7º mês, é que eu soube que ia ter um rapaz, não deu para ver antes) foi através de um sonho que tive onde vi um pequeno (o meu filho que ia nascer) a dar-me a mão numa falésia sobre o mar e a mostrar-me “Olha o Oceano!”. Meu primeiro pensamento, após acordar: “Ele sabe falar bem, disse oceano, em vez de mar!”. Meu 2º pensamento: “Vai nascer um rapaz!”

E assim foi                    🙂

Anúncios

2 Respostas so far »

  1. 1

    O meu filhote também é o ai jesus das professoras..em Portugal a professora da préprimaria perguntava-me o que andava eu a ensinar-lhe porque usava palavras “caras” e fazia frases muito completas..e eu nem ideia onde ele ia busca-las..aqui é a sua professora que diz que apesar de vir mais tarde e só agora começar a aprender Euskera parece que lê o dicionário..perguntou-me mesmo se o fazia…ele demora a responder..porque pensa bem antes de falar..e a professora diz que coloca os verbos e toda a gramática de forma correcta..mesmo quando não o ensina..pois… com a mãe não aprendeu..não “pesco” nada de Euskera..vê um pouco de bonecos em Euskera..mas não o suficiente …na rua fala-se em castelhano..apenas me resta o orgulho de dizer que tenho um rapaz com jeito para linguas:D..

    ihihi que grande me saiu o comentário desculpe..é o orgulho a falar

  2. 2

    🙂
    Bem vinda, Sónia!
    Felicidades para vós.
    Isabel


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: