Conversa “Sobre o Futuro”

Olá a todos!

Mais um post dedicado a um apontamento do Caderno Verde.

Beijinhos e agora, sim, até dia 15!                    😀

x

Caderno Verde

Conversa “Sobre o Futuro”

O comentário da Rute ao último post (“Caderno Verde – Desenvolvimentos”) fez-me lembrar uma conversa com uma das minhas irmãs, que vive em Coimbra e nos veio visitar nos finais de Janeiro.

Raramente as conversas com o Alexandre versam sobre o futuro, pois as crianças “vivem o presente” (coisa que eu adorava voltar a fazer, mas que me é difícil embora esteja em francos progressos) e de tudo o que tenho observado na minha convivência com ele, isso tem-me ficado bem explícito. Aliás, já contei por aqui (ou no “Pés Na Relva”, já não me recordo), de uma resposta que ele deu quando se lhe pergunta o quer ser quando for grande: tipo, “Não sei. Eu penso que vou conduzir comboios, mas posso mudar de ideias”.

Mas neste dia, na cozinha, com a minha irmã, falávamos do que temos feito cá por casa em relação ao Alexandre inscrito em Ensino Doméstico, dos interesses dele e tudo o mais e diz-me ela que ele um dia ainda vai ser engenheiro. Digo-lhe que várias pessoas dizem isto e que eu respondo que ele diz mesmo é que quer conduzir comboios e barcos, mas como o vejo tão aficcionado por transportes e considerando que é também muito inventivo e “apresenta soluções” para tudo, eu costumo dizer que o pequeno ainda vai um dia inventar o teletransporte.

O Alexandre tinha entrado na cozinha a meio da conversa e quando eu disse isto ele pergunta, claro está, o que é o teletransporte. Lá lhe explico. E responde ele muito “terra a terra”: “Ah! Isso não é possível! Mas deste-me uma ideia: podemos construir um carro com propulsores como o foguetão que, quando estivermos parados numa fila, salte assim por cima dos outros carros aí uns 100 “kilómometros” (que é como ele pronuncia ainda a palavra                  🙂              )” e desata a explicar como é que funcionaria todo o mecanismo.

A minha irmã desata a rir meio surpresa com toda aquela invenção (e do seu alcance: 100 “kilómometros”!!! Até ao Algarve era um instantinho!) e ao mesmo tempo a tentar prestar atenção a todos os pormenores explicativos do funcionamento do que nós a seguir baptizámos por “carro-canguru”.

A conversa durou, tal foi o entusiasmo do rapaz; saímos entretanto para um passeio e ele aproveitou que íamos de carro para mostrar melhor como o “carro-canguru” funcionará na perfeição.

Anúncios

7 Respostas so far »

  1. 1

    Rute said,

    Como inventor não sei se te safas!
    Olha, mas dou-vos um conselho: regista as patentes! regista as patentes, rapaz!
    Até essa do carro-canguru não devias dizê-la aqui pra toda a gente “ouvir”, ih ih ih.

    E como também sou uma aspirante a inventora, dou-te uma dica para o kanguru-Car: Bons amortecedores! Mesmo assim…não sei se não saiamos da viagem todos partidos, grrrrr.

    Quanto ao viver o presente também sou um cadinho assim, embora em aprendizagem constante com a Carolina, outra descontraida como o teu miudo.
    Beijinhos,
    Rute

  2. 2

    Patrícia said,

    Bem, Isabel, eu só tinha pedido um Caderno Verde… 🙂

    Óh Rute, não te importas de comentar os posts da Isabel para vermos se sai mais um Caderno Verde, please… ;o)

    Beijinhos a ambas,
    Pat

  3. 3

    ah, ah, ah! Vocês são umas queridas! 😀
    Beijinhos mil!
    Isabel

  4. 4

    Rute said,

    Tá bem Patricia, vou esforçar-me para isso. E…quando é que a P e a M fazem nascer um blog?
    Olha, a Blogagem Colectiva Fases da Vida é excelente para o fazeres.*
    Gostava de assistir ao nascimento do blog PatMaf ou MafPat na 1ªfase BCFV, já no dia 15-MAR.
    Que show!!!!
    Beijinhos a ambas, Isabel e Patricia.
    Rute (a instigadora-mor)
    *ou porque não, passares a escrever no Pés na Relva? Afinal vcs são uma familia de ensino doméstico. Isabel achas que a Patricia podia concorrer à BCFV através do Pés na Relva?

  5. 5

    Claro! A não ser que a Ana esteja a pensar em concorrer por lá…
    Beijinhos! 🙂

  6. 6

    Rute said,

    Não, acho que não está.
    Não tenho recebido qualquer “sinal” da Ana 😦 Julgo que estará OUT desta blogagem.
    Olha, se já tens o artigo escrito, programa-o para as 00:01 🙂 Estou a tentar acertar hora com todos os blogs portugueses.
    Beijo.
    Rute

  7. 7

    Patrícia said,

    E tempo… (estou a roubar tempo ao meu sono… e olha lá que eu preciso mais de dormir do que de comer…)

    Já estou à um século e meio para escrever no Pés na Relva e para fazer um blog… mas tempo…. não há…

    Olha, vocês cedem-me um tempinho do vosso e eu prometo escrever lá… Boa?

    hehheheehehhehe…

    🙂


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: