Terra da avó – ida, estadia e volta

Vivam, bom dia!

Conforme prometido no post passado, aqui fica um dos vários posts que vou dedicar aos apontamentos no Caderno Verde, com mais pormenores sobre as últimas vivências mais relevantes.

Beijinhos para todos

Isabel

x

Caderno Verde

Terra da avó – ida, estadia e volta

O desenho que fiz no comboio (enquanto o primo fazia um também), sobre um comboio, claro (e os prédios da cidade por onde passa a linha férrea)…

Sabiam que os gatos gostam de beber água diretamente das torneiras? O nosso não é exceção…

Brinquei muito com o primo e com a M. e andámos a regar a horta da avó (a avó agora reformou-se e tem estado mais vezes na terra e então plantou coisas novas, couves, alho, cebolinho, alfaces… mudou o nosso pinheirinho de sítio e vocês já nem vão reconhecê-lo, só que a mãe não tirou as fotos ao pinheirinho, quando lá voltarmos ela tira. Ou seja, as fotos da horta e das árvores do quintal da avó vão ficar para depois (lá para Setembro)…

Démos alguns passeios pelo campo, foi divertido. A mana Celina andava sempre a mostrar-me as plantas e as árvores e a dizer-me os nomes e fomos ver o terreno da avó ao pé da ribeira onde ela tem eucaliptos

e depois fomos subir ao monte com o papá (eu, o primo e a M.)

e a mãe e a avó e a mana desta vez ficaram cá por baixo e foram ver o terreno do poço…

Quando descemos a mana atirou-nos uns “relógios”, eu ainda não tinha visto essas plantas que se espetam na roupa e começam a rodar, a rodar, ficam parece uma mola muito fininha. Parece que lhe chamam “relógios” porque rodam como um ponteiro de relógio. É incrível como rodam tanto e ficam tão enroladinhos!

Também ajudei a avó a fazer pão que vai ao forno da lenha (muitas labaredas, não nos podemos chegar muito perto do forno), gosto de fazer pães pequeninos só para mim…                            🙂

E fomos a uma festa de aniversário (não gostei muito, resolvi ir para casa passado pouco tempo, gostei da parte que o pai nos levou para conduzirmos o carro naqueles caminhos sem ninguém).

De volta para casa já não vim de comboio, viémos de carro, mas eu gosto muito mais de viajar de comboio, no carro ou durmo ou fico mal disposto. Desta vez até a M. enjoou quase a chegarmos a casa. A viagem é muuuuiiiiito grande.

Qualquer dia vamos lá de novo, se calhar com um dos meus outros primos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: