Pirâmide Óptica e Os Picos Mais Altos

Vivam, boa tarde!

Hoje novamente um post dedicado simplesmente ao Caderno Verde.

Beijinhos para todos.

Isabel

x

Caderno Verde

Pirâmide Óptica e Os Picos Mais Altos

x

Pirâmide Óptica

Alexandre de lanterna na mão:

_ Mãe tens um prisma?

_ Um prisma?

_ Um prisma. Ouvi dizer que se apontares uma luz para um prisma a luz decompõe-se no arco-íris.

_Ah! Um prisma óptico! Não filho, não tenho um prisma óptico. Mas… espera lá… tenho ali uma pirâmide de cristal, será que uma pirâmide também serve? Não… se calhar tem que ser mesmo um prisma.

Mas a curiosidade suplanta tudo, a mana Catarina até se levantou do sofá e fomos os três experimentar apontar a lanterna para a pirâmide, no corredor, às escuras (isto ao fim da tarde de Quarta, 31 de Outubro, noite de Halloween, portanto).

_ Funciona!!! Não é bem um arco-íris, mas vemos as cores do arco íris.

E a forma projetada é quase circular (elíptica, melhor dizendo) e achámos engraçadíssimo como as cores se dividiam, cores quentes “em baixo”, cores frias “em cima”.

(a lanterna. daquelas de colocar na testa, à mineiro, e a pirâmide de cristal)

E também verificámos que quando aproximávamos mais a lanterna da pirâmide as cores ficavam mais nítidas e mais vivas (e a elipse mais achatada)!

Foi engraçadíssimo, ficámos bem entusiasmados! É das tais experiências espontâneas que nos fazem vibrar (e eu que tinha visto esta experiência feita por uma professora minha, com o prisma óptico _ nem no prisma tivémos, na altura, direito a pegar_ e nunca me tinha passado pela cabeça experimentar se funcionava com qualquer outro objeto cristalino).

Bem, uma outra e pequena reflexão:

Nós não gostamos muito de predefinir temas para os “trabalhar” e explorar, gostamos mais quando eles surgem assim espontaneamente. Daí que, embora cá em casa se fale na noite de Halloween (e já chegámos a comemorá-la, comprando uma abóbora e iluminando-a e fazendo algumas decorações, mas não gostamos de o repetir todos os anos só porque sim), não fizémos nada este ano sobre o tema. Mas se eu quisesse (ah, ah! ) até poderia encaixar  esta “experiência espontânea” num qualquer projeto cujo tema fosse o Halloween, ora vejamos: “Às escuras num corredor… hhhuuuuuu… dia 31 de Outubro… hhhuuuuuu… só com uma pequenina lanterna… e a fazer magia, passando a luz por uma pirâmide e projetando uma abóbora na parede e no chão, laranjinha em baixo e azulinha em cima”!!!

😀

Ora bem, mas o que aconteceu foi mesmo que me pus a tentar perceber como é que o Alexandre se lembrou disto.

_Olha lá, filho! Como é que te lembraste de repente do prisma óptico?

_ Não sei. Lembrei-me. Ouvi dizer que se apontasse uma lanterna para um prisma a luz se decompunha nas cores do arco-íris.

_ Ouviste dizer??? A quem?

_ A ninguém. Vi nos filmes do Porquê.

_ Ah! Bom!

aqui tinha falado desta maravilhosa série para crianças.

x

Os Picos Mais Altos

Dois dias depois, resolveu ver outra vez (duas vezes seguidas) todos os episódios do volume três desta série “Porquê?”_ a história do prisma óptico é noutro volume.

Isto porque se lembrou de outra coisa “que tinha ouvido dizer” num dos episódios: que “o pico mais alto do sistema solar é o Monte Olimpo em Marte com 25 km de altura, ou seja,  25 000 m de altura”, como ele diz, faz logo a conversão ( e daí que nos andava a perguntar qual era o mais alto da Terra, ao que o pai respondera, o Everest com 8 000 m de altura_ “ou seja, 8 km de altura, raciocinou o pequeno, 3 vezes menor que o Monte Olimpo”).

Nota: Este volume 3 tem cinco episódios sobre os temas: Plantas, Espaço (é neste!!!), Computadores, Água e Mar).

Ao rever com ele os episódios percebi que quando falam do Monte Olimpo em Marte também falam do Everest na Terra, mas ele não se devia lembrar quando nos fez a pergunta (quer dizer, mas como eles não especificam que o Everest é o ponto mais alto da Terra, às tantas lembrava-se, mas não percebeu que era o mais alto).

3 Respostas so far »

  1. 1

    rutepppRute said,

    Oá maninha querida,
    demorei a vir visitar o vosso arco-iris caseiro mas ainda bem que vim.
    A Carol anda a aprender as figuras geométrias na escola. Por coincidência iniciei o curso de geometria sagrada na semana passada. Portanto, já que estámos em sintonia e ela anda muito entusiasmada com as pirâmides, os circulos, os quadrados e etc, aproveito e vamos fazer huuuuu para o escuro porque este ano também não comemoramos o halloween. Noutros anos iluminamos a abóbora recortada. Também adoramos usar a lanterna para fazer teatro de sombras na parede.
    Uma maneira muito fácil de fazer um arco-iris instantaneo é conseguir que um raio de sol incida num cd ou dvd. Esta descoberta aconteceu-nos por acaso. Tinhamos uns dvds em cima de um móvel, o sol entrou pela janela e exclamamos as duas, uau que lindo arco-iris. As 7 cores dos chakras projetados na parede do escritório. Ficamos um tempão a comtemplá-lo, eu e a filhota.
    Beijinhos doces
    Rute

  2. 2

    Rute, linda! Que bom teres aparecido!
    Pois estas sintonias são bem engraçadas.
    E obrigada por partilhares a vossa descoberta com os cds! Giro… ( o fenómeno e a forma como o “descobriram”)
    Beijinhos mil!
    Isabel

  3. 3

    […] coisas que lá são ditas com outras que já conhecia (algumas das quais aprendeu com aquela série “Porquê” cujos vídeos possuímos e ele viu muitas vezes. E suscita-lhe dúvidas e vamos pesquisar mais coisas à internet e… […]


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: