Arquitetura e Urbanismo IV – Redes, Suburbanos e passeio à Azambuja

Caderno Verde

Arquitetura e Urbanismo IV – Redes, Suburbanos e passeio à Azambuja

Do Urbanismo fazem evidentemente parte as redes de transportes (para além de muitas outras redes de infraestruturas que o Alexandre também “estuda” por conta própria, neste e noutros países, como podemos analisar ao ver os documentários propostos no meu último post, por exemplo). Eu utilizei a palavra “estuda”,  porque no fundo, ele é um verdadeiro estudioso do assunto e chega a ter “discussões” com o pai, dizendo-lhe que os percursos, formas de construção (e outras questões) não são como o pai está a dizer e sim de outra forma e argumenta: “Pai, eu sei o que estou a dizer, eu ESTUDO isso!”

Os transportes sempre o fascinaram, mas ultimamente interessa-se bastante pelas suas redes, história e expansão, chegando a projetar as suas próprias redes (de linhas ferroviárias, de metropolitano, de barco), muitas vezes a partir das redes já existentes. Num próximo post colocarei mais fotos destes projetos (ele desenha mapas das linhas (redes), tanto das existentes como das projetadas).

Entretanto “iniciámos” (iniciou ele e nós acompanhámos) um ciclo de explorar na prática o início e o terminus de algumas das redes de transportes de Lisboa (extendendo, quando podemos, a outras zonas do país). O primeiro desses passeios (acompanhado de um estudo prévio das linhas suburbanas de Lisboa), foi percorrer a Linha da Azambuja. A Linha da Azambuja começa na Estação de Alcântara-Terra e termina na Estação da Azambuja. O Alexandre já fez muitas viagens “parciais”, nesta e noutras linhas, ora connosco, ora com a sua mana Celina grande companheira destas suas aventuras. Mas agora quiz “sistematizar” os percursos e lá fomos. Como moramos em Mem-Martins e a ideia era andar sempre em transportes públicos, iniciámos o nosso passeio pela Linha de Sintra até Campolide e lá apanhámos um comboio já da Linha da Azambuja, mas até ao seu início, Alcântara-Terra e aí voltámos a apanhar o comboio da linha da Azambuja no sentido contrário, até à Azambuja, para percorrer toda a linha.

Os comboios desta linha têm dois andares, o que proporciona uma outra vista, mais de cima. Vamos confirmando (com os mapas) as estações por onde a linha passa, usamos o GPS do meu telemóvel e coisas assim. Vamos também apreciando a paisagem e as características das estações onde paramos. Também démos um passeio pela vila da Azambuja, que eu e o pequeno não conhecíamos (o pai já conhecia) e lanchámos lá.

Estação de Algueirão-Mem Martins:

20150208_131359

Início da viagem (linha de Sintra):

20150208_131744

Estação de Alcântara-Terra:

20150208_135751

Já no comboio de dois andares:

20150208_140125

Azambuja:

20150208_162229

20150208_162246

20150208_162317

20150208_162323

20150208_162359

20150208_162446

20150208_162547

20150208_162732

20150208_162835

De novo a caminhar até à estação da Azambuja (já depois do passeio pela vila e do lanche):

20150208_163034

20150208_163125

20150208_163154

20150208_163210

20150208_163228

20150208_163242

A estação da Azambuja:

20150208_163245

20150208_163456(fotos tiradas pelo Alexandre, claro está)

20150208_163514A vista, de dentro do comboio, no regresso. À volta fizémos um percurso diferente, a linha da Azambuja passa pela Estação do Oriente e aí parámos…

20150208_165035

20150208_165037

20150208_165047

20150208_165058

20150208_165224

20150208_165316

20150208_165348

(aqui está o comboio de dois andares que atualmente circula na Linha da Azambuja e o seu pantógrafo!              🙂

20150208_172954

20150208_172955(aqui o da Linha de Sintra, mas não apanhámos logo este ali no Oriente, pois este só vai até Mira-Sintra Meleças e normalmente trocamos numa estação entre Benfica e Cacém para apanharmos o que vai até Sintra, mas desta vez o Alexandre quiz ir de metro até S. Sebastião (linha vermelha), aí trocar para a linha azul até aos Restauradores para depois apanharmos o comboio para Sintra no Rossio. E assim foi.)

20150208_172957

20150208_173003

20150208_173037(as torres que ele adora)

20150208_173313

20150208_173319(a mini-feira do livro no centro Vasco da Gama, vista do elevador que desce da plataforma onde se apanham os comboios)

20150208_173404

20150208_173513

(a linha vermelha do metro que fomos então apanhar)

20150208_173913

20150208_174119

20150208_174214

(as “decorações” nas estações do metro, que nós gostamos de ver (em Nova York era tudo tão mais cinzento, aqui são muito claras e coloridas)

20150208_174252

20150208_174436

20150208_174454

20150208_174510

20150208_180705

(os mapas das redes do metro)

20150208_181648

20150208_181936

(e de novo no comboio, de volta a casa, o pai a descascar a sua laranjinha…)

20150208_183003

🙂

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: