Archive for bricolage

Exposição de comboios elétricos em Oeiras

Caderno Verde

Exposição de comboios elétricos em Oeiras

Há dois fins-de-semana atrás, houve uma exposição (de dois dias, creio) de modelismo de comboios.

Combinámos com uma das famílias em ensino doméstico com quem nos encontramos de vez em quando, pois o filho tem também muuuuiiiiito interesse em comboios, em arranha-céus e mais uns itens em comum com o Alexandre.

E lá fomos de autocarro até Oeiras ter com eles e ver a exposição. Estava um dia muito quente.

A caminho do autocarro:

20150606_090505

Quando íamos a pé da estação de Oeiras até ao “Palácio do Egito”, onde era a exposição, fotografámos estes lindos patinhos, o Alexandre é que me chamou a atenção para tanto patinho (também queríamos estar a refrescarmo-nos como eles!):

20150606_104119

20150606_104124

E já na exposição (duas salas cheias de comboios montados e a circular e todos os pormenores à volta (paisagens, casinhas, estradas e arruamentos, etc., etc.):

20150606_112819

20150606_112824

(o Alexandre e o S. muito falavam sobre o que estavam a ver esobre todos os por menores técnicos)

20150606_112828

20150606_112844

20150606_113106

20150606_113359

20150606_113410 20150606_113513

20150606_113620

20150606_113638

20150606_113650

20150606_113712

20150606_113901

20150606_113949

20150606_114002

20150606_114005

20150606_114034

20150606_114043

20150606_114048

20150606_114531

20150606_114539

20150606_114603

20150606_115101

20150606_115124

20150606_115136

20150606_115149

20150606_115210

20150606_115213

20150606_115234

20150606_115238

20150606_115255

20150606_115318

20150606_115344

20150606_115507

20150606_115527

20150606_115531

20150606_123108

20150606_115557

 

Observaram tudo muito bem e quando surgia um percalço na circulação lé estavam de volta dos autores/construtores a perceber o que acontecera e a ajudar.

E aproveitámos para combinar uma nova aventura (andarmos de comboio “de longo curso” – alfa pendular – juntos), que a seu tempo eu depois contarei.

 

Leave a comment »

Filmagens, Eletroestática, Modelismo, Navios e…

Vivam, bom dia!

Ultimamente não tenho registado por aqui as nossas atividades em unschooling que nunca páram nem tiram férias… No entanto, este blog às vezes “entra de férias”, confesso que por uma certa preguiça minha de retomar a escrita, depois de alguns intervalos por muito trabalho noutras áreas.

De modo que há muito, em atraso, para vos contar e, como sempre, vou ver se nos próximos tempos recupero.

Aqui ficam uns apontamentos (pois, atrasados, mas “sempre a tempo” ou, se quisermos, “nunca será tarde…”) no Caderno Verde (Nota: de vez em quando vou esclarecendo que o nome “Caderno Verde” se deve a, inicialmente e durante bastante tempo, verde ter sido a cor preferida do Alexandre; entretanto as suas preferências mudaram, mas o nome tem continuado).

Beijos para todos, neste “novo” 2014!

Isabel

x

Caderno Verde

Filmagens, Eletroestática, Modelismo, Navios e…

Conforme aflorei no último post, “Pré-Natal”, tal como tem vindo sido prática todos os anos, “os manos” preparam algo que apresentam à restante família presente, uma espécie de espectáculo que filmam e que ora engloba teatro, música, poesia, etc., etc. Este ano, “como novidade”, a avó materna ofereceu a toda a família um dos seus poemas, que faz com frequência, alusivo à época e eles leram-no para todos, nesta noite em família. E como ligaram a câmara à televisão a filmagem aparecia em tempo real no écran, para a seguirmos em simultâneo.

DSC09789

DSC09793

DSC09799

DSC09800

DSC09801

DSC09802

Alguns dos presentes oferecidos nesta época dão sempre azo a atividades várias, como este, que prometia levitarmos objectos através da electricidade estática (os kits da Science 4 you) trazem sempre folhetos explicativos e informativos dos vários conteúdos científicos que aborda, autênticas aulas a acompanhar o desenvolvimento das experiências):

DSC09819

DSC09824

DSC09825

DSC09826

DSC09827

DSC09828

E este ano “estreámo-nos” no modelismo, também a través de um dos presentes de Natal. O Alexandre já tinha tido algum contacto com o modelismo através de uns aviões de um dos seus tios, já montados. Agora iniciou-se a montar ele este modelo do Titanic e o contacto inicial com esta actividade que requer muito perfeccionismo, dedicação e paciência, deu-se logo na ida à loja onde o comprámos.

Passando a publicidade (porque vale a pena desenvolver o tema), a loja chama-se “Hobbykit” e o seu proprietário que esclarece todas as dúvidas e é um grande aficcionado do modelismo para além de nos mostrar toda a loja e todos os comboios e de nos contar da cidade incrível que tem montada e a funcionar em sua casa (pasmem que até tem sistema de esgotos a funcionar e quando algo falha existem alarmes que põem os bombeiros ou polícias  ou os técnicos respectivos em acção), mostrou-nos um filme ao qual podemos aceder no youtube, sobre a maior “cidade” em modelismo do mundo que está patente em exposição permanente em Hamburgo. Aqui, a “Wunderland” (cliquem “no play” para ver o vídeo, vale mesmo a pena).

DSC09830

DSC09831

DSC09832

DSC09834

DSC09835

DSC09846O nosso vizinho G., que tem a idade do Alexandre e que desde o “ano passado” tem vindo com mais frequência participar das nossas atividades e brincar (aparece praticamente todos os dias), também anda entusiasmado com a construção do modelo.

DSC09847

DSC09848

DSC09850

DSC09851

DSC09852

DSC09853

DSC09854

Entretanto tudo isto deu azo a novos desenhos (um grande navio a atracar em mais de meia costa de Portugal… o rapaz é de tamanhos grandes!…

DSC09906

… e uma grande pormenorização de um Titanic)

DSC09907

DSC09908

DSC09909

Depois, durante uns tempos o seu quarto foi um estaleiro naval onde andou a construir barcos (um ferry para transportar carros e outro só de passageiros) e o cais de Tróia que depois deslocou cuidadosamente até à sala para uma grande brincadeira e encenação com o seu amigo Bato.

DSC09914

DSC09918

DSC09919

DSC09920

DSC09921

DSC09922

DSC09923

DSC09924

Também por essa altura vimos dois documentários no Odisseia sobre a construção do maior navio de cargas do Mundo (construído num porto da Coreia do Sul), repetidas vezes, como sempre, até fixar bem todos os pormenores. Eu, pessoalmente, achei piada à quantidade (em kilómetros) astronómica de cabos de electricidade necessária para alimentar o navio (equivalente à utilizada para alimentar uma das maiores cidades dos EUA). O Alexandre interessou-se também por esse detalhe e muitos outros.

Desenvolvimentos mais recentes da construção do modelo do Titanic (volta e meia, quando surgem dúvidas na montagem, lá vamos à loja perguntar ao senhor, que é expert no assunto, sobre o que fazer, como proceder, que tintas utilizar…)

DSC09925

DSC09926

DSC09927

DSC09928

Leave a comment »

E durante a semana que se seguiu…

Caderno Verde

E durante a semana que se seguiu…

Novo puzzle com o mapa de Portugal e os seus distritos e cidades (ah! Logo situou o distrito onde fica o rio Corgo, o do viaduto do post anterior):

DSC09600

DSC09601

DSC09602

DSC09603

DSC09604

DSC09605

DSC09606O Calendário do Advento para este ano…

DSC09607

DSC09608O novo jogo de estratégia, Memoir ’44:

DSC09609

DSC09610

DSC09611

DSC09612

DSC09613

DSC09614O helicóptero telecomandado do nosso vizinho (foram os três, vizinho, Alexandre e pai) experimentá-lo lá fora…

DSC09615

A árvore de Natal!!! Montada exclusivamente pelo Alexandre e mana Catarina. Este ano mudaram-lhe a localização na sala (ficou melhor que nos outros anos, a sala ficou mais espaçosa) e montaram um circuito com um comboio de Natal em Lego, por baixo!

DSC09533

DSC09535

DSC09536

DSC09537Aí vem ele, o comboio!

DSC09538

DSC09539

DSC09540

DSC09541

Época Natalícia a começar em Novembro só mesmo na cabecinha (e com as mãozinhas!) destes meus dois filhotes…

😀

Comments (3) »

Actividades na 2ª Quinzena de Julho, IV- Maquete da Torre Eiffel

Caderno Verde

Actividades na 2º quinzena de Julho, IV – Maquete da Torre Eiffel e outras

Já cá faltavam as maquetes de edifícios e torres! Como já não se construía uma desde o Empire State Building, comprei esta da Torre Eiffel, também da “Science 4 U”:

Segue-se “o projeto”…

DSC08915

DSC08916

DSC08917

DSC08918

DSC08919

DSC08920

DSC08921

DSC08922

… et voilà! La Tour!

DSC08923

DSC08924

DSC08925

DSC08926

DSC08927

DSC08928

E estes são os dois primeiros pins da colecção que o Alexandre anda a fazer dos comboios da CP (os que comprou quando foi com a mana Celina “à aventura”):

DSC08929

DSC08930

DSC08931

E aqui o Alexandre a contar a “História da zona Oriental de Lisboa” ao nosso vizinho G. (ele chegou à história através das imagens do Google, pois comparou as fotos dos anos anteriores à reconstrução da zona para a Expo 98 com as dos anos posteriores, juntando os pormenores que lhe fomos contando, porque ele perguntou a propósito, de como era antes da Expo e toda a renovação feita em 1998, incluindo a Nova Estação Ferroviária do Oriente):

DSC08932

DSC08933

O G., o Alexandre e eu a jogarmos Catan:

DSC08934

E mais uma sessão de ilusionismo promovida pelos dois (Alexandre e G.) e assistida por nós (o pai e eu) _ o G. desparecia e reaparecia por debaixo da manta sem deixar rasto e faziam desaparecer e aparecer objetos.

DSC08935

DSC08936

DSC08937

DSC08938

DSC08939

DSC08940

Comments (1) »

Actividades na 2ª quinzena de Julho, I

Caderno Verde

Actividades na 2ª quinzena de Julho, I

Passada a semana de aniversário e a festa continuam algumas atividades ultimamente bem habituais.

Novo mapa de Lisboa (cada vez mais aperfeiçoado). Temos as linhas de comboio a preto, o aeroporto, o Parque de Monsanto a verde, a azul as zonas da cidade onde existem os prédios mais altos de Lisboa, e as pontes a vermelho (linha mais fina).

DSC08799

E aqui, Tróia, com o seu cais de atracagem de ferrys à esquerda e catamarans à direita.

DSC08800

E aqui Lisboa e os seus concelhos (isto é, concelhos do distrito de Lisboa)

DSC08801

Desde que vimos e re,re,re,re,revimos o documentário da construção dos diques da Holanda que o Alexandre se interessa pelos Países Baixos e disse que gostava de um dia visitá-los (sem ser através do Google Earth), bem como a sua capital, Amsterdão. E eis que andava eu em arrumações e encontrei no meio de uns papéis este mapa que me deram não há muito tempo, de Amsterdão, com algumas fotos da cidade. Pronto, mais um que ele começou a explorar e vem explorando ao longo dos dias.

DSC08802

DSC08803

DSC08804

DSC08805

DSC08806

DSC08807

DSC08808

DSC08809

DSC08810

Entretanto o nosso vizinho G., da idade do Alexandre, tem continuado a aparecer mais vezes para brincarem, conversarem (conversam mesmo muito sobre os temas que gostam em comum) e realizarem espectáculos de ilusionismo.

Brincando com as pistas de comboio:

DSC08811

DSC08812

DSC08813

DSC08814

DSC08815

DSC08816

Observando as instruções para logo construirmos um igloo:

DSC08818

DSC08819

DSC08820

DSC08821

DSC08822

DSC08823

DSC08824

DSC08825

DSC08826

(e arranjaram esta solução para taparem a sua entrada ou o nosso gato Kiko entrava descaradamente e punha-se a arranhar o plástico podendo rompê-lo)

DSC08827

DSC08828

O Alexandre gosta de se enfiar dentro do tubo e fazer de tubo-andante (sem se ver nada dele, só mesmo o tubo).

DSC08829

DSC08830

DSC08831

Num outro dia ainda, o Alexandre e a mana Catarina começaram a desenvolver um novo projeto, a construção de um jogo com um “tabuleiro” gigante, este mapa de Portugal, executado por forma a dobrar-se e a desdobrar-se como os mapas das estradas habituais, que andam no nosso carro. O Alexandre desenhou o mapa e os dois começaram depois a pintá-lo com guaches e aguarelas.

DSC08832

(a azul o Oceano Atlântico, o mar Mediterrâneo e os rios, a rosa Espanha e a preto as capitais de distrito, Lisboa e Porto as maiores.)

DSC08833

(o chão ficou pintadinho, mas como é de mosaicos brancos e as tintas são de água, rapidamente tiramos as manchas)

DSC08834

(e para termos a noção do tamanho, foram utilizadas 12 folhas A3 habilmente unidas entre si com fita-cola, que permite a dobragem em harmónio como a dos mapas habituais)

DSC08835

DSC08836

DSC08837

DSC08838

DSC08839

DSC08840

Num próximo capítulo teremos a conclusão da execução deste tabuleiro de jogo que ficou para outro dia (deu trabalho!).

O Alexandre, o G. e eu temos jogado o jogo que as manas e o Bato ofereceram ao Alexandre pelo seu aniversário, o Catan (o tal de descobridores e construtores de caminhos e aldeias, a troco de algumas matérias primas, tais como madeira, lã de ovelhas, feno, tijolos e pedras).

DSC08841

DSC08842

E aqui umas pouquitas fotos do 2º espectáculo de ilusionismo programado e apresentado pelo Alexandre e pelo G. (eu e o pai fomos os espectadores). O G. entrava pelo tubo e magicamente desaparecia.

DSC08843

DSC08844

Depois o Alexandre dizia “acende” e a luz do candeeiro acendia e apagava-se “sozinha” e o mesmo acontecia com a música de um iPod ligado a uma coluna (de repente começava a música a tocar e logo depois deixava de se ouvir).

DSC08846

No final, o G. voltou a aparecer dentro do tubo sem vermos como…

😉

DSC08848

DSC08849

Antes do dia da conclusão do mapa-tabuleiro-de-jogo o Alexandre ainda continuou, sozinho, avançando com uns retoques envolvendo as capitais de distrito num rosa mais forte do que o que representa Espanha, desta vez pintando com caneta de feltro por serem superfícies bem menores (o que servirá depois a alguns propósitos do jogo que ele andava a inventar).

DSC08850

Também foi com o Bato e mais três amigos pequenos ao cinema ver o “Turbo” e depois foram até a casa desses amigos jogar à bola num campo lá perto e brincar e jantar em casa deles. E voltaram de comboio!!! (O que faz sempre as delícias do Alexandre)

Comments (1) »

O Bolo e A Festa, a 14 de Julho…

Caderno Verde

O Bolo e A Festa, a 14 de Julho

De há uns anos para cá é a mana Catarina a responsável pelo fabrico e decoração do bolo. E engendra maneiras de concretizar os pedidos “exigentes” (porque dão muito trabalho) do irmão. Antes de fazer o primeiro para o mano começou “a treinar” com os bolos de aniversário do seu companheiro, Bernardo e logo depois teve uma grande empreitada, construir, comestivelmente, o Castelo do Super Mario. Seguiu-se o Bolo-Cidade e este ano, o Estádio onde joga o Zakumi e os seus colegas de equipa (o Alexandre não é nada fã de futebol, mas inexplicavelmente gosta de ver os desenhos animados do Zakumi e então pediu-lhe uma representação desses desenhos…)

😉

E aqui está o resultado (claro que a Catarina acaba por ter ajuda na decoração ou o bolo não fica pronto a tempo; desta vez ajudaram a mana Celina _ na confecção do estádio e dos bonecos_, o Bato, o G. e o próprio Alexandre na demorada tarefa de fazerem bolinhas que representam as pessoas nas bancadas):

DSC08763

DSC08764

DSC08765

DSC08766

DSC08767

DSC08768

DSC08769

DSC08770

O resto da festa… este ano foi menos concorrida que em anos anteriores, pois os primos não puderam ficar até ao dia da festa, por irem de férias e alguns amigos habituais também. Por um lado, a casa agradeceu, ficou em melhor estado  no final!

😉

E o Alexandre, que durante uma parte da festa estava pouco animado, pois esteve muitos dias sem ver o seu amigo Bernardo e neste primeiro dia em que o voltou a ver preferia tê-lo com maior disponibilidade para brincar consigo às suas brincadeiras preferidas, acabou por se divertir, pois lá para o final do dia, cerca das 9h, depois das manas e Bernardo lhe oferecerem o seu presente (um jogo de construção de caminhos e aldeias, com terrenos que produzem/dão determinadas matérias (lã, feno, tijolos, pedras, madeira) chamado Catan), jogaram todos em círculo (ele, as manas, o Bernardo e dois dos nossos vizinhos), divertindo-se à grande (enquanto a M., de 6 anitos, os observava e via alguns filmes muito interessada e eu calmamente conversava com a P.

DSC08794

DSC08795

DSC08796

DSC08797

DSC08798

Uns dias depois, já voltámos a jogá-lo, desta vez eu, o Alexandre e um dos nosso vizinhos, G. Passam-se algumas horas divertidas, porque fazer de descobridores e construtores, demora o seu tempo até atingir os objetivos do jogo! E este tabuleiro é giro, diferente dos outros que temos, é hexagonal!

😉

DSC08841 DSC08842

Também lhe ofereceram este belo carro movido a água salgada (obrigada família F. !) da “Science 4 You”, no dia seguinte ao da festa já o Alexandre andava de volta das instruções…

DSC08771

DSC08772… e este jogo do Monopólio na sua versão “Portátil” (obrigada, G.!), que também experimentámos (eu e ele) jogar no dia seguinte.

DSC08773

O Alexandre de volta das instruções da construção do carro movido a água salgada:

DSC08774

DSC08775

DSC08776

DSC08777

DSC08778

DSC08779

DSC08780

DSC08781

DSC08782

DSC08783

DSC08784

DSC08785

DSC08786

DSC08787

DSC08788

DSC08789

DSC08790

DSC08791

DSC08792

DSC08793

Depois já o mostrou ao G. e ao Bato.

Comments (2) »

12 de Julho de 2013: Uma Década

Parabéns, filhinho!

Quando o seu muito amigo Bernardo lhe telefonou no dia 12 (pois nesse dia ele não podia estar connosco) a dar-lhe os parabéns e lhe perguntou “Quantos anos fazes, mesmo?”, o Alexandre respondeu-lhe, alegremente: “UMA DÉCADA!”

Desde há anos que o aniversário do Alexandre tem sido uma festa maior que as dos casamentos das etnias ciganas, dizemos nós, pois seguramente duram mais de três dias. Começam a chegar os primos e os tios que ficam uns dias antes do dia 12, o dia 12 e, eventualmente mais os dias que medeiam até ao Domingo seguinte que é quando temos feito a festa de aniversário para os amigos. Então, para ele, o seu aniversário dura muitos dias. No dia 12 tenho metido sempre o dia de férias e fazemos um programa comemorativo do seu aniversário.

Bem, como uma década é uma década, aqui fica um pequeno resumo do que ficou por aqui registado e no blog Pés Na Relva quanto às festividades nos vários anos, desde a abertura dos blogs (até então, não tenho registos escritos).

Em 2009: Count Down Aniversário e Actividades e passeios com primos e amigos.

Em 2010: Mais Um Dia Belo e Festa.

Em 2011: Feliz Aniversário, filhote!, Novos Encontros e A Festa, como prometido!.

Em 2012: Socialização e Variações sobre um tema _ Cidades.

Este ano, embora também com comemorações de uma semana, o programa foi um tanto diferente, pois não passámos o dia do seu aniversário no distrito onde residimos (embora a festa depois, sim, tenha sido em nossa casa), como vamos ver agora, no Caderno Verde.

Beijinhos e belos aniversários para todos!

Isabel

x

Caderno Verde

Comemorações de uma Década de Vida

Este ano decidimos passar o aniversário do Alexandre “fora”, aproveitando uma semana de férias em Monte Gordo (Algarve).

Antes da viagem, o Alexandre e a mana Celina fizeram um sugeneris Tabuleiro de Xadrez com uma base em material de maquete e as peças em fimo representando edifícios vários (há, portanto, o edifício-rei, o edifício-rainha, os edifícios-bispos, os edifícios-torres, os edifícios-cavalos e os edifícios peões).

DSC08666Só acabaram o trabalho lá pelas duas da manhã já no dia que iríamos embora, pelo que as primeiras fotos que tirei ficaram bem escurinhas (já vos disse que o meu telemóvel não tem flash…)

DSC08667Em vez de preto e branco as cores deste Xadrez são o verde e o vermelho.

DSC08668Há por aqui uns edifícios que entortaram no forno, quais torres de Pisa.

DSC08669

DSC08670Já em Monte Gordo, uma vista mais clara do tabuleiro (as peças foram dentro da caixa, para não se partirem no caminho).

DSC08671

DSC08672Eu e o pai fomos de carro e a Celina e o Alexandre de comboio, juntando o útil ao agradável, pois para além do Alexandre adorar andar de comboio, enjoa no carro. Enviaram-me fotos por mms para o telemóvel durante a sua viagem: Intercidades Lisboa-Faro e Regional Faro-Monte Gordo (totalizando 4h e picos de viagem!)._ não consegui passá-las para aqui…

DSC08673Para além da praia (que estava ótima até às 9h da noite) e dos passeios noturnos (por volta da meia-noite, com muita gente na rua, comendo gelados e fazendo compras) há sempre atividades que se mantêm, estejamos em casa ou fora de casa, tais como esta: ver os seus documentários preferidos (neste primeiro dia foi o documentário da construção do aeroporto de Hong-Kong, gravado do programa “Mega.Construções” do “Discovery Channel”).

DSC08677

DSC08678

DSC08679

DSC08680

DSC08681Ainda durante a viagem, a mana Celina e o Alexandre foram escrevendo no “Livro das Aventuras” a sua 14ª aventura conjunta destes últimos tempos (a própria viagem de Lisboa a Monte-Gordo).

DSC08682

DSC08683

DSC08684O “Livro das Aventuras” (que já vai no 3º caderno):

DSC08685Outra das atividades que se mantém estejamos onde estivermos: o desenho de mapas. Desta feita, o de Nova Iorque (de notar que tivémos a notícia há uns dias atrás que temos apartamento garantido_ emprestado_ em Manhatan para o próximo ano, só temos portanto que arranjar dinheiro para as viagens, então o Alexandre já começou a programar a sua estadia de uma semana em Nova Iorque e quando passeávamos à noite em Monte Gordo, disse “Já me estou a imaginar nas ruas de Nova Iorque cheias de vida à noite!”. Vai também ser uma estreia para ele a viagem de avião).

😉

DSC08686

DSC08687

DSC08688

DSC08689

DSC08690

DSC08691O afamado castelo que tem sempre uma ou outra variação (na decoração, sobretudo e nas infraestruturas envolventes)

DSC08693

DSC08694

DSC08695

DSC08696

DSC08697

DSC08698

DSC08699

DSC08700

DSC08701

DSC08703O aspecto da praia às 9h da noite…

DSC08707

DSC08708

DSC08709

DSC08710

DSC08711Os meus “romanos”

😀

DSC08712

DSC08714

DSC08715Pai e filho a jogarem com as raquetes de praia, num outro dia.

DSC08716

DSC08717

DSC08718Durante dois dias estivémos o Alexandre, a mana Celina, o pai e eu; depois na Segunda “acresecentou-se-nos” a mana Catarina que tinha ficado em Lisboa durante o fim-de-semana, em trabalho (fomos buscá-la a Albufeira de modo que fomos dar um passeio por lá, aproveitámos e passámos por Vila Moura para que a tia e o primo se juntassem a nós (o primo esteve lá a participar num torneio de ténis) e aproveitámos ainda para nos encontrarmos com mais três amigos que estavam por Albufeira e irmos jantar com eles).

Os primos

🙂

DSC08720

E os primos com os efeitos da mana Catarina:

😀

fotografia[1]

Ainda fomos dar um passeio até Tavira (dois dias depois) para nos encontrarmos com mais amigos e jantarmos também juntos. Aí fomos muitos e vários de nós com crianças (totalizavam 7 crianças a contar com o Alexandre). Comemos, falámos, brincámos, jogámos…

Outra atividade das que já são habituais qualquer o local em que estejamos: Consulta de mapas! Para além dos do iPad, levámos para cima os mapas que temos no carro (um de Portugal e outro da Península Ibérica)…

O Alexandre vai conferindo cidades, os seus tamanhos, acessos, vias ferroviárias e coissas que tais.

DSC08721

DSC08722

DSC08723

DSC08724

DSC08725Também já em Monte Gordo comprámos um baralho do UNO para jogarmos em família:

DSC08726

DSC08728

DSC08729E uma outra aquisição, esta que oferecemos ao Alexandre no próprio dia 12, UM MAPA DAS ESTRADAS DA EUROPA! Ele adorou, ficou tempos à volta do mapa e nem queria que o retirássemos da mesa quando queríamos almoçar ou jantar…

DSC08730

DSC08731Também explorámos o presente oferecido pela tia e pelo primo, um KIT SOBRE ENERGIA SOLAR para realizarmos “Experiências Solares”…

DSC08732

DSC08733

DSC08734

DSC08736O próprio dia 12 foi, portanto, muito bem passado e “à sua maneira”, tendo começado logo no 1º minuto do dia, às 00h e 01 min, cantando os parabéns e soprando duas velas com o nº 10 sobre uma bela broa de mel (de cerca de 15 cm de diâmetro) rodeada por muitas gomas coloridas, das únicas que gosta e come (umas de ursinhos compradas no Celeiro e meio transparentes, que ele não gosta de umas outras parecidas mais baças), falando ao telefone com o seu maior amigo, o Bernardo (foi quando lhe respondeu que fazia UMA DÉCADA), mandando fotos ao Bernardo (via telemóvel) do bolo sugeneris que adorou, fazendo bolas de sabão na varanda,  jogando mais um joguinho de Uno e vendo um último documentário sobre a construção do túnel sob os Alpes uma última vez antes de ir para a caminha; e continuando, depois de acordar, com a exploração do mapa das estradas da Europa, do Kit sobre Energia Solar, um pouco de praia, mais um passeio pela vila e terminando com um jantar com a sua comida preferida (indiana), jogar à bola no átrio público, comer gelados (uns belos (e bons!) gelados italianos com sorvetes de fruta que não têm lacticínios na composição que o Alexandre podia comer à vontade…) e voltar para casa para ver um filme antes de voltar a dormir.

No dia seguinte voltávamos para Sintra e desta vez, veio com o pai de comboio e trouxe eu o carro e as manas (e o nosso gatinho Kiko que fora connosco).

Quando os levei ao apeadeiro de Monte Gordo para apanharem o regional para Faro, ainda deu para mais umas “pesquisas”: ver as salinas do outro lado da linha (as “Salinas De Castro Marim”),

DSC08737

DSC08738

DSC08739ver uma vaquinha e um cavalo a pastar,

DSC08740

DSC08741observar com detalhe todo o apeadeiro e a linha ferroviária,

DSC08742

DSC08743

DSC08744

DSC08745e pormenores da linha, pois à pergunta “Porque é que há ali um buraco debaixo da linha?”, eu e o pai estivémos a explicar e a mostrar-lhe que se tratava de um atravessamento para as águas das chuvas escoarem do terreno onde estavam os animais a pastar para o outro lado da linha, até à zona dos campos com água…

DSC08746

DSC08747

DSC08748

DSC08749

DSC08750

DSC08751

DSC08752

DSC08753Estivémos ainda a escutar os “seus futuros colegas de viagem” que falavam em francês, pois o Alexandre, embora ainda não tenha “estudado” francês já reconhece a língua e disse logo “Eles estão a falar francês.” Quando lhe perguntei, aqui há tempos, por causa de uma situação idêntica, como é que ele reconhecia que se tratava da língua francesa ele tinha-me respondido “Então (!) pelo som, pela pronúnicia, é igual à da M. quando ela fala francês”.

DSC08754

O regional a aproximar-se:

DSC08755

DSC08756

DSC08757E “Até logo, meus pequenos, boa viagem!”

😉

DSC08758

DSC08759

DSC08760

DSC08761

DSC08762

No próximo Caderno Verde colocarei as fotos do bolo de aniversário da festa para os amigos deste ano e mais umas atividades resultantes dos novos presentes de aniversário que lhe ofereceram nesse dia.

Comments (2) »